Aconchego de casa de nonna

A casa da nonna, mesmo com barulho, tem um silêncio. O tic tac do relógio e o barulhinho da chaleira no fogão a lenha podem ser ouvidos nitidamente. Ter passado a infância com a nonna e o nonno não tem preço. Os valores, o amor, carinho e aprendizado que carrego são gratificantes, me enchem de orgulho, satisfação e alegria. Agora, sem o nonno e vendo a nonna em frequentes visitas, em meio ao silêncio e deliciosas comidas, me perco em lembranças.


Imagem: Google

Nonna, avó, vovó, oma, não importa como você a chama, nem se moram em casas pequenas ou casarões, na cidade ou no interior. O que realmente importa é que elas são seres dóceis, nos protegem, ensinam, dão regalias e passe branco para as artes. Esses mimos ficam em nossos corações por muito e muito tempo, até para sempre.

A casa da nonna tem quartos vazios porque os filhos e netos só vêm nas férias e fins de semana, mesmo assim é um lugar caloroso, com camas, tv, rádio e louças antigas. Louças, ah! Aquelas louças. Só de olhar parece que vão se espedaçar. Brancas com desenhos, lisas, com detalhes dourados e herdadas das mães ou avós e que ficam expostas na cristaleira juntamente com garrafas de bebidas do nonno.  

No aconchego todo cuidadoso da nonna, o chão brilha e estrala e na parede tem um quadro com foto em preto e branco de um casal, pais ou avós da nonna ou do nonno e que a gente sempre pergunta quem são e porque morreram. E aí já emendamos inúmeras perguntas sobre quando eles eram crianças, do que brincavam e como as coisas funcionavam. As respostas são as histórias que permanecem por longos anos no nosso imaginário.

A casa da nonna sempre tem chocolate e bala porque é agrado certeiro para os netos. Também tem bolacha guardada em lata para servir as visitas. Tem café, queijo, pastel e pão, tudo feito por ela. 

Aconchegos que só a casa da nona tem e a gente adora.

Podem passar décadas, mas a casa da nonna vai ser sempre a casa da nonna e nossas lembranças ficam vivas, os momentos sempre vem à tona e a saudade faz lembrar que é tão bom ter seres assim. 

Comentários